Notícias

Notícias

Abertura do Mercado Livre de Energia no Brasil e no Mundo

No Brasil
O mercado livre de energia é um ambiente de contratação livre de energia, em que consumidores e comercializadores de energia podem negociar a compra e venda livremente. Um dos principais benefícios de fazer parte deste ambiente de contratação é a economia significativa nos custos com energia, que pode chegar a 30%.
No Brasil, o Mercado Livre de Energia está restrito a empresas, e o requisito mínimo para contratar no ACL (ambiente de contratação livre) é ter uma demanda de pelo menos 500 kW, ou seja, quem está abaixo desse consumo obrigatoriamente consome apenas no ambiente regulado por meio das distribuidoras locais.
A abertura total do mercado de energia, inclusive para consumidores residenciais, vem sendo discutida calorosamente, e a portaria do MME (Ministério de Minas e Energia) estabelece que, até 31 de janeiro de 2022, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) deverão realizar estudos sobre as medidas regulatórias necessárias para este processo de abertura.
Atualmente, o mercado livre de energia já representa mais de 31% do mercado de energia nacional, mas em outros países a realidade é bem avançada.

Assista nossa série de vídeos sobre Mercado Livre de Energia

No Mundo
Em 2019, a Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia Elétrica (Abraceel) lançou um estudo chamado Ranking Internacional de Liberdade da Energia Elétrica, que mostra o quanto a população de cada país já é elegível para entrar no mercado livre.
Dos 56 países estudados, 63% já oferecem o mercado livre de energia como opção para toda a população. Os líderes do ranking são: Japão, seguido da Alemanha, Coréia do Sul, França e Reino Unido.
Nos Estados Unidos, 23 dos 50 estados têm o mercado aberto a todos os consumidores. No Canadá, nas províncias de Ontário e Alberta, todos são livres; enquanto na Rússia o mercado não é aberto apenas para o consumidor residencial.

Como migrar para o Mercado Livre?
Os consumidores que atendem aos requisitos para migrar para o mercado livre de energia podem fazê-lo por sua própria conta ou então com o auxílio de geradoras ou comercializadoras de energia, que cuidam de todo processo de migração e ficam como representantes destes clientes perante a CCEE.
A AES Brasil pensando em facilitar ainda mais este processo, disponibiliza o Energia+, plataforma online onde é possível fazer a simulação de economia com as despesas de energia e iniciar todo processo de migração de forma prática e digital. É muito mais fácil na hora de migrar para o ambiente livre. Clique aqui e acesse.